sábado, 11 de fevereiro de 2012

SAUDADES DE CASA!



SAUDADES, SAUDADES DE CASA
Acontece, e acontece principalmente com quem esta indo embarcar pela primeira vez, para quem está tendo a primeira experiência fora de ‘casa’, fora da cidade, longe do ‘ninho’, o primeiro embarque pode e será um grande desafio... E diante de tantas dúvidas pré embarque, acredito que este tema seja um dos, que tira o sono.

Como você já deve ter lido muito por ai, e também escutado, a bordo nem tudo são flores, Complicado, quando estamos embarcados e, existem aqueles momentos que literalmente 'pedimos pra sair'! ou melhor dizer, ate assinar sign-off , e Assinamos (rsrs). Naquele momento de fúria, aborrecimento, saco cheio, com as emoções e a paciência além do limite.... chutamos o ‘pau da barraca’. Qual o crew que estando neste estado nunca foi até o office ou até o RH, e disse : QUERO A FOLHA DO SIGN OFF AGORA, ou PRECISO IR EMBORA CANSEI TO DE SACO CHEIO QUERO SAIR DESTA MERDA !!

Acontece não é verdade? Nem todos são de ferro, nem todos tem sangue de barata, alguns de nós temos sangue e até muito sangue nas veias para aguentar, ouvir e tolerar muitas coisas e que nos faz pensar e dizer : EU NÃO PRECISO DISSO !!
Mas ao meu ver é ai neste momento em que aprendemos muita coisa, muitas mesmo, Eu costumo dizer que depois de um contrato, o tripulante que termina, ele pode ser considerado um ‘monge’ pela tamanha paciência que teve pelos longos 6-9 meses embarcado na qual engoliu muitos ‘elefantes’ (não foi nem sapo); foram elefantes mesmo (rs). E mesmo depois de vários contratos, tendo experiência, todos temos aquele dia que o sangue sobe a cabeça literalmente.

Neste momentos em que você se vê praticamente ‘só’ pois a bordo encontrar alguém que coloque a mão no fogo por você e se arrisque, é difícil e se você encontrar, parabéns.
Diante destas situações o desejo de sair correndo e voltar pra casa, fala mais alto, e nesta hora que precisamos PARAR, RESPIRAR e PENSAR... pensar muito. A Saudades de casa ela aumente em escalas inimagináveis e o desejo de cair fora também. É preciso muita maturidade para saber enfrentar e lidar, é quando vemos quanta coisas aprendemos ali e o quanto estamos amadurecendo e aprendendo a lidar com diversas e diferentes situações;

De certo, algumas coisas a bordo poderia ser evitada, mas também veja, depois de tantos meses ali dentro quem é que tem aquela paciência da primeira semana? Quase ninguém
Você já tem trabalhado por dias, semanas e meses, aturando todo tipo de pessoa, tendo que dividir cabine com estranho (sem contar dos que tem azar de ter um companheiro(a) de cabine ruim), ou seja, sua paciência e você esta no limite.

ESFRIANDO A CABEÇA: é o que precisamos, uma ligação para casa faz bem, para voltar e olhar e manter o foco, lembrar do porquê você  esta ali, De todas as expectativas criada no pré embarque, e com a cabeça fria, é quando podemos analisar melhor a situação, aquela conversa com os amigos (claro aqueles amigos que te apoiam e jogam pra cima não os que querem te por mais pra baixo, destes fique longe), aquela conversa, rir, relaxar e ver qual a melhor maneira de lidar com tudo e de como vencer aquele contrato.
Lembrar que aquilo é passageiro, e não é uma prisão, são apenas alguns meses e era algo que você buscou, investiu e tanto desejou. No momento que bate aquela saudade parece que você esta perdendo, esta perdendo os momentos em familia, é como se teus pais fossem envelhecer 20 anos em 6 meses ( muitos exageros não?) mas acontece e com a maioria; e quando na verdade são apenas alguns meses e o que estamos sentindo é a ira do momento.

O 2° contrato sempre é melhor do que o primeiro, os erros cometidos no 1° não o faremos mais, e também já sabemos onde estamos pisando. Sim, existe  pessoas difícil de trabalhar a bordo, mas isso esta em todas as áreas de trabalho, melhor dizendo, onde existam serem humanos ali terá problemas, problemas de convivência, comunicação e etc....a bordo não será diferente mas a maturidade que adquirimos fará a diferença em como enfrentar e passar por tudo isso, por mais que tenha aqueles dias que estamos no LIMITE, mas não irei sair por conta deste fulano e ciclano, pois é o que ele quer, então terá de me aturar (rsrs) até o ultimo dia e se duvidar pelos próximos contratos também.

Nos primeiros dias, tudo parece uma maravilha, com o passar das semanas um inferno, ai vem a vontade de vir embora, mas ai você ouve ' aguenta, mais estes dias. E nestes momentos que alguns se desesperam e desistem, infelizmente. Depois de um contrato com o passar dos meses, acabamos vivendo inúmeros tipos de situações boas e ruins, mas sentimos que ali é nosso lugar, e fui ali pra terminar o que comecei.

Não sei se você já passou por isso mas comigo, depois de quase 2 meses em casa, Eu fui ver o navio saindo no Porto de Santos, e é uma sensação eufórica, um turbilhão de lembranças, de saudade, alegria, de ver tantas coisas que ali passei, tantas boas e ruins mas Eu consegui, aprendi e cresci, fiz amigos, vivi bons momentos e é minha casa meu lugar por enquanto; As más lembranças na verdade Eu já  não recordava, apenas das boas, e isso foi engraçado; de certa forma o que pareceu é que O meu contrato tinha sido 'flores' (rs);


Nenhum comentário:

Postar um comentário